OPINIÃO: JUNHO 2013 DE MANIFESTAÇÕES - 25.06.2013
Essas manifestações e protestos não tem uma identidade e sim é o clamor público pelos princípios insertos na nossa Constituição Federal. Na nossa política não existe, por exemplo, a TRANSPARÊNCIA suficiente capaz de transmitir ao povo, signatário da política pública, segurança nos atos praticados pelo Estado e seus agentes políticos.

O Estado tem ignorado por muitos anos os clamores de diversas classes brasileiras, como a dos policiais, dos professores e dos agentes de saúde, agindo e tomando alguma atitude somente quando alguns setores paralisam suas atividades e prejudicam diretamente a população.

O País está cansado de ver tapa-buracos, obras e serviços que atenuam a emergência pública por poucos instantes, que logo em seguida tudo volta ao normal, à calamidade.

A sociedade está cansada de ver o Estado empurrando com a barriga problemas sérios como a infraestrutura das cidades, o atendimento de TODOS os serviços públicos, a precariedade do transporte público e o sucateamento da saúde.

O tributo vai continuar a ser pago, pois somos nós mesmos, em tese (ainda), os beneficiados pela aplicação destes recursos. O que acontece é que nós não temos visto isto ser aplicado na saúde, no nosso bairro, no transporte e sequer na educação. Ao contrário, vemos verba pública sendo gasta em coisas fúteis e não prioritárias. E isto cansa !

Ninguém mais aguenta ouvir e ver calado, sentado no sofá ou em pé nas bancas de jornais, notícias de negociações partidárias buscando “apoio” (leia-se “Compra”) político, representantes do povo pulando de partido como macaco pula de galho, desviando verbas da saúde, da infraestrutura, das escolas, do povo brasileiro para acalentar o ego que submerge graças ao poder.

O mandato político e os cargos públicos viraram sinônimos de poder desvairado e infinito atrelado à teta gigante que a mãe “governo/dinheiro público” fornece àqueles que mamam nela todo dia. QUE TETONA !

O cargo público oferece ao vereador, prefeito, deputado, senador, governador e presidente uma procuração com poderes amplos e ilimitados para, em nome do povo, fazer alianças particulares em benefício deste ou aquele grupo político, enquanto à população assiste horrorizada seu voto ter se transformado em corrupção e vaidade.

Você não precisa concordar com o protesto em todos os argumentos, basta a sua insatisfação e revolta com a saúde, educação, serviço público, agente políticos e a corrupção.

ARTHUR DE ALMEIDA BOER E MELO – cidadão Maringaense/Paraná.